Rio 2016 – A Olimpíada e a Autoestima

Parei tudo o que estava fazendo pouco depois do meio-dia. Fiquei na frente da televisão, assistindo a decisão da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Fiquei surpreso com a minha tensão. Quando o nome do Rio de Janeiro saiu do envelope e foi apresentado para o mundo inteiro, não contive as lágrimas. Assista ao anúncio do resultado.

Fiquei sentado por alguns minutos, vendo a festa de Lula, Pelé, Guga, Paulo Coelho e Carlos Nuzman com os demais políticos, dirigentes esportivos e atletas da comitiva brasileira. Pensei nos motivos da minha emoção. Comecei a me lembrar da minha adolescência e no jargão “Brasil, o país do futuro” e de como eu criticava os nossos governos por toda a ineficiência e imobilismo. O Brasil estava estacionado, sendo ultrapassado no cenário internacional por outros países sem as nossas potencialidades.

O tempo passou, voltamos a votar para presidente. No governo Itamar, enfim funcionou um plano criado para trazer estabilidade ao país. No governo FHC, esta estabilidade foi consolidada, mas faltava o crescimento econômico. Qualquer crise, por mais distante geograficamente do Brasil fosse, nos atingia: México, Rússia ou Tigres Asiáticos. No governo Lula, a estabilidade foi mantida e o crescimento veio. Mesmo a pior crise capitalista desde 1929 não teve os efeitos devastadores do passado. O Programa Fome Zero, tão criticado, melhorou a vida de milhões de brasileiros. Ainda temos que avançar muito em educação, tecnologia e em infraestrutura, mas nossa autoestima melhorou incrivelmente.

Assista ao lindo vídeo feito para a apresentação da candidatura brasileira pelo genial cineasta Fernando Meirelles.

Caí na realidade e percebi que esta Olimpíada era mais um aviso. O futuro estava chegando… O Brasil dos meus filhos poderá ser o “país do presente”. O país que eu sempre sonhei em viver!  Hoje já não nos depreciamos tanto. O complexo de inferioridade está minguando. Acreditar em si é o primeiro passo para vencer. Nossas próximas gerações serão de vencedores!

Temos muito trabalho pela frente, mas isto eu tratarei em outro post na próxima semana. Hoje é dia para apenas deixar a emoção fluir…

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Esporte, Geral, História, linkedin

Uma resposta para “Rio 2016 – A Olimpíada e a Autoestima

  1. André Cruz

    Tudo que escreveu é exatamente o que penso … e o único detalhe é LULA 2014 !!!! E vale comentar que eu , como a maioria da população quando viu ele virando presidente torceu o nariz … Realmente eu estava errado …

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s