Aquecimento Global é um Dogma e Dogmas não Podem ser Discutidos

Dogma é definido como um ponto fundamental e indiscutível de uma crença religiosa ou filosófica. Nos últimos anos, a teoria de que a atividade humana na Terra é responsável pelo aquecimento global se fortaleceu a tal ponto que raramente vemos versão contrária na grande imprensa. Desta forma, devemos reduzir a emissão de gases geradores do efeito estufa, como o gás carbônico, para evitar a aumento da temperatura média do planeta, o derretimento das calotas polares e a elevação do nível dos oceanos. Consequências catastróficas são mostradas em programas de televisão periodicamente. Isto sempre me incomodou, porque nestes milhões de anos de história do planeta quantos períodos de aquecimento e resfriamento aconteceram? O próprio ser humano já passou por períodos glaciais e de forte aquecimento nos últimos milênios. Certamente a atividade humana não foi responsável por estes ciclos.

A primeira vez que eu ouvi um profissional criticando este alarmismo generalizado foi o Eugenio Hackbart, fundador e atual diretor-geral da MetSul Meteorologia no Rio Grande do Sul. Ele comentou que havia muitas notícias sobre o degelo no Ártico, mas pouco se falava sobre o aumento recorde da camada de gelo na Antártida.

Prof_Eugenio

Professor Eugenio

O urso polar, devido às alterações no Polo Norte, foi escolhido como o símbolo desta causa. Frequentemente vemos fotos comoventes como a apresentada abaixo.  

urso-polar

Urso Polar no Ártico

 

The Great Global Warming Swindle (A Grande Farsa do Aquecimento Global, em português) é um documentário produzido em 2007 pelo britânico Martin Durkin. Ideias opostas àquelas sobre as quais se baseiam os estudos sobre o aquecimento global antropogênico são expostas e defendidas por cientistas, economistas, políticos e escritores. Assista ao vídeo abaixo da primeira parte do documentário com legendas em português. Na sequência, você pode ver a continuação no YouTube.

Alguns cientistas dizem que o Sol influencia o número de raios cósmicos que chegam à atmosfera e, assim, o número de nuvens. Quando o Sol está com grande atividade, aumenta o vento solar de partículas carregadas que ele sopra. Isso amplia o casulo de campos magnéticos em volta do sistema solar, desviando alguns raios cósmicos. Quando as manchas e os ventos solares se acalmam, o casulo magnético se contrai, mais raios cósmicos atingem a Terra, mais nuvens se formam, menos luz solar chega à superfície, e a temperatura cai.

mancha_solar

Manchas Solares

Não tenho condições de afirmar se os dados apresentados neste documentário estão totalmente corretos. Existem críticas em relação a algumas informações, mas parece ser lógico que um dos maiores responsáveis pela temperatura no planeta seja o Sol. Outros cientistas estudam a grande influência dos oceanos e seus ciclos no aquecimento e resfriamento do planeta.

O meu maior receio nesta história toda é o prejuízo que os países pobres podem sofrer com as metas de redução de emissões. Como um país africano poderá se desenvolver com estas restrições?

Por outro lado, o governo brasileiro discute se vamos reduzir 20% ou 40% nossas emissões de gases geradores do efeito estufa. O ministro Carlos Minc obviamente defende com entusiasmo a meta de 40%.

Carlos_Minc

Ministro Carlos Minc e as metas para redução de emissão de gás carbônico

Este é um assunto muito importante para o futuro do Brasil. Gostaria que a discussão envolvesse toda a sociedade. Assim seria possível entender como este objetivo, aparentemente ousado, poderia ser alcançado sem prejudicar o desenvolvimento do nosso país. As queimadas nas florestas poderiam ser muito reduzidas, contribuindo para atingir este objetivo.

Os resíduos oriundos das atividades agropecuárias geram grandes quantidades de metano durante sua degradação. Biodigestores podem processar estes dejetos, produzindo biogás, rico em metano, que pode substituir combustíveis fósseis para geração de calor ou eletricidade. Sabe-se que este gás é vinte e uma vezes mais potente do que o gás carbônico na geração do efeito estufa.

biodigestor_1

Biodigestor rural

A economia deve crescer. As condições de vida das populações carentes devem ser melhoradas. O meio ambiente deve ser preservado. São grandes desafios, mas, para serem atingidos, não pode haver radicalização de todos os envolvidos. As discussões devem ser equilibradas e as “teorias da conspiração” não podem entrar nas salas de reuniões.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Economia, linkedin, Meio Ambiente, Política

12 Respostas para “Aquecimento Global é um Dogma e Dogmas não Podem ser Discutidos

  1. Pingback: Temos Tempo para Discutir o Aquecimento Global? | World Observer by Claudia & Vicente

  2. Pingback: O Artificialismo – A Melhor Forma de Proteger o Ambiente Natural | World Observer by Vicente

  3. Ola,Vicente obrigado por ter respondido acho que estamos cada vez mais perdendo o estinto da vida,e desconhecendo o perigo que se aproxima cada vez mais. não somos auto sustentaveis e nos tornamos dependente deste sistema capitalista. acho tambem que esta evolução cientifica esta causando munto disturbio para a evolução; a natureza ensina quando se contempla com sabedoria e vejo os homens querendo riquezas ilusorias para a vida do universo, veja o nome UNI-VERSO a união é nesesaria o verso é verbo,comunicação verdadeira para fasilitar o conhesimento da telepatia . um dia quem sabe viveremos em paz. um grande abraço . Luis Iglesias

    Curtir

  4. PAZ As Homens de boa vontada. É o tempo do curto espaso que nos separa, são nosas mãos em rumo desiguais, A Tribo presiza tocar o tambor no mesmo ritimo .

    Curtir

    • Luis Iglesias,

      Acredito que cada vez mais devemos buscar tecnologias limpas para a geração de energia. Muitos recursos são desperdiçados diariamente e nós achamos normal. Certamente os esgotos das cidades, os resíduos das atividades agropecuárias e o lixo urbano ao invés de poluir poderiam gerar energia.

      Os políticos são espelhos da nossa sociedade. Afinal nós os elegemos. Concordo integralmente om a tua última frase, “a tribo precisa tocar o tambor no mesmo ritmo”. Se a sociedade se organizar, exigir que a sustentabilidade entre decisivamente na pauta das decisões dos governantes, eles não obstruirão esta vontade popular.

      Abraço,

      Vicente

      Curtir

  5. Holoje,estava falando sobre economia e veio o bio-digestor; imaginei S.Paulo com um grande B/D. não teriamos apagão e a natureza agradese,como concientizar os politicos que colocamos para nos reprezentar e eles não dão a minima. temos FÉ e criatividade. o meio Ambiente não existe neste Pais o governo invergonha os VERDADEIROS Brasilheiros uma grande FAichada na vida dos filhos da TERRA. naõ temos tempo de construir usinas com a de belo monte na Amazonas… Luis Iglesias. muinto Diamante e Ouro levar esta riqueza para onde?

    Curtir

  6. aurelio

    Breve vão criar uma taxa de imposto sobre o CO2 ou melhor dizendo vamos pagar para respirar. Vejo por trás disto tudo uma industria bilionária de puxar dinheiro dos menos favorecidos,enriquecendo cada vez mais os ricos e aterrando cada vez mais os pobres. Estas reuniões que os lideres mundiais fazem em secreto são muito perigosas e tendenciosas. leiam sobre a nova ordem mundial e dispertem. O anticristo vem aí, isso é só pra quem crer. abraços………

    Curtir

  7. Duarte Fonseca

    A questão não é o que se diz na comunicação social mas sim o que se diz na revistas científicas sérias e respeitadas. Nessas revistas já há muito tempo que se deixou de discutir se o aquecimento global é um facto ou não, este é simplesmente inegável. O que aí se discute é a sua dimensão e o que podemos fazer, e usualmente o cenário e quanto mais se vai investigando cientificamente mais negro é o cenário. Tem aparecido artigos e documentários contra a certeza do aquecimento global, mas não tem independência em relação as principais empresas poluidoras nem quem os faz/escreve são cientistas conhecidos e de créditos reconhecidos.
    Um exemplo de algo parecido: ainda há quem pense que AIDS pode ser eliminada de homens que tiverem relação sexuais com virgens, isto até chegou a ser afirmado pelo presidente da África do Sul. Mas saiu escrito em alguma revista médica que isso é verdade? Quem afirmou que acreditava nisso convictamente era um médico reconhecido?
    Cuidado quando se discute questões científica na comunicação social, usualmente faz se um resumo das questões e muitas vezes não há jornalistas capacitados para escreverem sobre questões científicas. Vejam o que os especialista da área(s) envolvida estão a dizer. Se um dia partirem um braço vão a um médico ou a banca de jornal.

    Cumprimentos.

    Curtir

    • Duarte Fonseca,

      A questão do aquecimento global não é um consenso absoluto. Você assistiu ao documentário que está anexado neste artigo? Você tem algo que desqualifique os cientistas que dão depoimentos neste documentário?

      Volto a dizer que não tenho como avaliar a veracidade de uma corrente ou outra, mas devemos ter muito cuidado com a criação de metas de redução das emissões de gases geradores do efeito estufa. Não podemos condenar populações de países pobres a uma pena de miséria eterna.

      Dicordo quanto ao exemplo da AIDS. Neste caso, existe um absurdo completo baseado em alguma crendice. Não é o caso, quando se afirma que a temperatura do planeta é mais baseada na atividade solar do que na geração de dióxido de carbono. Parece que existe, pelo menos, alguma lógica nesta afirmação.

      Grato por estimular o debate.

      Vicente

      Curtir

  8. Pablo

    Concordo com muitos dos conceitos colocados na sua materia.

    Tenho sempre a costume de me perguntar “qual é o negocio?” ou “quem está ganhando dinheiro com isto?” quando observo movimentos globais e dramáticos que mexem com a população toda.

    Assim, as vezes descobrimos que não todo é verdades Sou cético por natureza, não acredito simplesmente por ver um assunto na TV.

    Parabens pela coragem.

    Pablo

    Curtir

    • Pablo,

      Grato pelo apoio! Realmente devemos buscar diferentes fontes de informação para tentar ver o todo. Este caso do aquecimento global é mais um exemplo. Quando vejo este assunto sendo tratado apenas por políticos que visam à próxima eleição, fico pensando na falta de seriedade ao tratar de pontos tão importantes: a melhoria das condições de vida das populações miseráveis e o futuro do planeta.

      Abraço,
      Vicente

      Curtir

  9. Pingback: Trackback

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s