A Origem dos Beija-Flores – A Revolta das Sílfides

As Sílfides passam o dia inteiro carregando o pólen de flor em flor. Este trabalho incansável não é notado pela esmagadora maioria dos seres humanos que não enxerga os seres elementais.

Algumas Sílfides reclamavam muito disto:

– Nós somos responsáveis por todo o esplendor da flora; pelo surgimento das mais saborosas frutas; pelo sustento de todos animais. E os humanos desprezam nossa existência. Aqueles que nos enxergam são chamados de loucos. Tudo isso é muito injusto!

As Sílfides mais ponderadas sempre davam exemplos para confortar as mais exaltadas:

– Todos os seres têm seu lugar no mundo. Devemos fazer o melhor para manter a harmonia na natureza. Se um nó nesta grande rede falhar, pode aparecer um enorme rombo e trazer desgraças para todos os seres da natureza. Imagina se os minúsculos seres responsáveis pela decomposição das plantas e animais mortos achassem sua missão pouco nobre e desistissem de executá-la? A Terra ficaria coberta de cadáveres e os nutrientes destes corpos não retornariam ao solo. Em pouco tempo, a natureza seria severamente prejudicada.

Mas estes argumentos não traziam paz às Sílfides rebeldes:

– A maioria das pessoas sabem da existência destes seres que trabalham na decomposição dos corpos das plantas e animais. E reconhece sua importância. E nosso caso como fica? Acreditam que tudo é obra do acaso. Ah, estes humanos tolos sempre vendo obras do acaso por todos os lados… Mal sabem eles que, na polinização, nós somos o acaso.

As discussões foram se tornando cada vez mais fortes entre os dois grupos de Sílfides. Em um destes momentos, uma Sílfide mais radical propôs uma greve por tempo indeterminado.

Um grupo mais moderado de Sílfides das duas correntes de pensamento se reuniu secretamente para tentar encontrar uma solução para a crise, numa noite, no tronco de uma jabuticabeira. Depois de muita discussão, apareceu uma alternativa:

– As Sílfides devem prosseguir com a missão de polinizar as plantas. Assim devem continuar voando de flor de flor. Para os humanos vê-las, elas deveriam estar nos corpos de pássaros. Preferencialmente estas aves devem ser lindas e delicadas, modéstia à parte, como nós Sílfides somos.

A ideia foi apresentada para todas as Sílfides e aprovada por unanimidade. Deste modo, os beija-flores foram criados para abrigar as Sílfides rebeldes. E as pessoas param tudo que estão fazendo por breves instantes quando veem estas lindas aves voando de flor em flor.

Deixe um comentário

Arquivado em Animais, Arte, Geral, Lazer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.