De Onde Vem a Inspiração?

Na última edição da revista IstoÉ, tem uma interessante entrevista com o escritor Luís Fernando Veríssimo. Como antídoto contra a reconhecida timidez do escritor, a entrevista foi feita através de E-mails. Quem quiser lê-la na íntegra basta clicar no link abaixo.

http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/312972_O+INIMIGO+E+TUDO+INCLUSIVE+A+IDEOLOGIA+

Além das perguntas sobre a política brasileira e os recentes protestos populares, curiosidades sobre a vida atual do escritor, eu tive especial interesse na questão sobre qual tipo de situação ainda o inspira. A resposta foi a princípio decepcionante:

– Para quem escreve com regularidade, qualquer assunto é assunto. Eu sempre digo que a minha musa inspiradora é o prazo de entrega. E a crônica, sendo um gênero indefinido, comporta essa variedade de assuntos e de estilos.

Luís Fernado Verissimo

Luís Fernado Verissimo

Como dono deste blog, sofro com alguns períodos de “estiagem” criativa. Por outro lado, às vezes escrevo um artigo com rapidez. Certa vez, em um voo diurno entre New York e São Paulo, escrevi três posts. Na semana seguinte, refinei e publiquei no blog dois desses posts e o terceiro permanece inédito, fazendo companhia a uma coleção de artigos renegados. Este destino pode ser injusto para alguns destes artigos, mas, para outros, foi exemplar.

Algumas vezes, começo a escrever e reescrever dois ou três artigos ao mesmo tempo. Depois de uma ou duas semanas, nenhum destes artigos passou no meu controle de qualidade e foi publicado, entretanto, num certo dia, trabalho e finalizo todos. Sempre publico aquele que trata do assunto do momento e deixo os outros para os dias seguintes.

Hoje rendo-me ao grande Luís Fernando Veríssimo. Como sou um blogueiro amador, não tenho obrigações com o calendário. Caso contrário, trabalharia sobre um destes artigos até ficar pronto. Já percebi que escrever, como outros exercícios físicos ou intelectuais, depende de treino frequente e de muita persistência. No meu caso, sempre que fui assíduo ao escrever, senti um prazer viciante. Talvez o melhor seja eu me render a mesma musa inspiradora deste grande escritor gaúcho e criar uma obrigação clara e definida. A partir de hoje, meu blog passará a ter uma publicação semanal num dia específico da semana. A alteração do dia só será tolerada, se for uma antecipação por conta de uma atualidade realmente importante. A ausência de publicações será aceita apenas em caso de férias ou impossibilidades realmente relevantes.

Resta agora, escolher o dia da publicação… Muitas pessoas não gostam da segunda-feira, parecem repetir mentalmente aquele refrão do maior sucesso da banda Boomtown Rats do vocalista Bob Geldof, “I Don’t Like Mondays”. Sim, esta música não é do Rolling Stones de  Mick Jagger! Sexta, sábado e domingo são os dias das festas para uns, viagens para outros e descanso para os demais. Quarta-feira é o dia do futebol na TV… Entre terça e quinta-feira, escolho a primeira!

Assim espero aumentar a quantidade e melhorar a qualidade dos artigos deste blog, onde os leitores serão sempre os juízes. Até a próxima terça-feira!

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Arte, Blog, linkedin, Literatura

6 Respostas para “De Onde Vem a Inspiração?

  1. Antônio C. Fernandes

    Olá Sr. Vicente,

    Pelo acaso ou pela falta de atividades no escritório, garimpando bons conteúdos na internet, cheguei aos seus escritos, por sinal vários deles me fizerem rir a ponto de chamar a atenção dos colegas, e a coisa entrou no contágio, mesmo que alguns não tivessem a mínima idéia do que lia naquele momento.
    Certo que é um texto antigo, “De Onde Vem a Inspiração?”, mas que pode merecer o comentário de que não concordo com L.F. Veríssimo, que em sua entrevista trata com desprezo o “assunto” e se submete ao prazo.
    No todo ou em parte, penso que inspiração é poeira da alma, auxiliada pela música, pela cor, aromas e sabores, muito do que li no seu blog, pois tenho muito que ler ainda, e vou ficando por aqui, sem preocupação com o prazo.

    Antônio Fernandes
    São José-SC

    Curtido por 1 pessoa

    • Antônio,

      Não me lembro de ter recebido um comentário tão inspirado como este:

      (…) inspiração é poeira da alma, auxiliada pela música, pela cor, aromas e sabores (…)

      Concordo que o LFV simplificou a questão da inspiração a uma dimensão apenas – a materialização. Todo mundo pensa, a todo momento, em algo novo. O desafio é transformar os pensamentos e boas ideias em um texto inteligível e atraente. O prazo funcionou para mim como um catalisador deste processo. No período de quase um ano em publiquei um artigo todas as terças-feiras, houve semanas em que não foi fácil colher a “poeira da alma”…

      Fiquei muito feliz com teu comentário!

      Grande abraço,

      Vicente

      Curtir

  2. Olá Vicente!
    De fato, a descrição que o escritor L. F. Verissimo faz de sua musa inspiradora não é nada romântica. No entanto, quem se atreve a escrever com certa regularidade acaba por descobrir que não há romantismo na escrita e que não depende ela de uma inspiração do além: escrever é um delicioso exercício, eu diria, que aperfeiçoa a obra (no caso, a própria escrita) dia após dia.
    Parabenizo-te pela decisão de render-se a musa de Verissimo, pois então saberemos que toda terça é dia de nos beneficiarmos com tua cultura, compartilhada aqui no blogue. Seus artigos, além de variados, são sempre interessantes, oferecem informação/conhecimento/experiências além de mero entretenimento.
    Até a próxima terça-feira, que sua musa o inspire! rsrsrs

    Um abraço,
    Suzy

    Curtir

  3. Simone Palmeiro

    Olá Vicente, teu artigo me lembrou um livro muito interessante , não sei se Já lestes, A Guerra da Arte de Steven Pressfield.. Ele fala , entre outras coisas, sobre a inspiração. Algo parecido com que o Veríssimo escreve e com que tu pretendes a partir de agora. Como chamar as musas na hora que nós decidimos. Acredito que Isso mostra um amadurecimento do escritor em todos os sentidos. Parabéns pelos teus artigos , pela tua inspiração constante de passar algo interessante para nós.
    Grande abraço

    Simone Palmeiro

    Curtir

    • Oi Simone!

      Não li este livro que tu comentaste. Vai para a lista…

      Meu objetivo a partir da minha decisão é atingir um nível mais alto como escritor e pensador. Quero que o exercício frequente de escrever melhore meus textos em forma e conteúdo, mas preciso de leitores qualificados como você.

      Grato por seguir meu blog!

      Grande abraço,

      Vicente

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s