Os Projetos são Apenas Meios para Atingir os Objetivos Estratégicos

No sábado passado, estive em Caxias do Sul no IV Ciclo de Palestras em Gestão de Projetos da Serra Gaúcha promovido pelo PMI-RS. Na ocasião, apresentei a palestra “Atingindo Objetivos Estratégicos com a Gestão de Projetos”.

O interesse na área de gestão de projetos tem crescido exponencialmente nos últimos tempos. Todas as empresas querem atingir melhores resultados nos seus projetos. O não-cumprimento nos prazos e orçamentos torna-se um pecado cada vez mais mortal no mundo dos negócios.

Preferi enfatizar, na minha apresentação, que o momento da escolha dos projetos é fundamental para a sustentabilidade da empresa. Tudo deveria se originar no Planejamento Estratégico. A definição básica se refere aos valores, à missão e à visão da empresa.

 

Os valores são as balizas éticas e morais da empresa. São seus princípios e todos os funcionários devem segui-los.

A missão é o propósito da empresa. Apresenta claramente os produtos ou serviços entregues ao mercado, clientes-alvos, diferenciais competitivos e cobertura geográfica. A missão nos dá o foco.

A visão nos diz onde a empresa deseja chegar no futuro. A visão é a “bússola”.

Com base na missão e na visão, a empresa deve definir qual é o seu posicionamento no mercado. Deve entender o ambiente em que está inserida, considerando aspectos como mercado alvo, concorrência, estratégias de marketing e canais de vendas.

Com base nestas definições são elaborados os objetivos estratégicos da empresa para os próximos anos. Quatro áreas devem ser cobertas com metas mensuráveis:

– financeira;
– clientes;
– processos internos;
– aprendizado e crescimento.

Na sequência, os objetivos são desdobrados em estratégias. Se o objetivo financeiro for aumentar em 15% o faturamento líquido da empresa, poderemos ter as seguintes estratégias:

– aumentar o faturamento dos clientes atuais em 5%;
– se tornar o líder no mercado do interior de São Paulo;
– aumentar em 20% o número de novos clientes.

As estratégias ainda não nos dizem “como fazer”, e sim “o que fazer”. O plano de ações está relacionado às estratégias e estas, sim, explicam “como fazer”. No exemplo acima, para se tornar líder no mercado do interior de São Paulo, poderia haver o seguinte plano de ações:

– aumentar em 30% a capacidade da planta de Campinas;
– participar das feiras regionais;
– implantar sistema de telemarketing ativo;
– colocar representante novo para atender o oeste paulista.

Este é o momento em que os projetos estratégicos da empresa deveriam nascer…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Gerenciamento de Projetos, linkedin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s